TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
05/06/13 - Pronto-socorros paulistas em agonia
Fiscalização do Cremesp aponta: na maioria dos prontos-socorros públicos paulistas a população é mal atendida e médicos não têm condições de trabalho
Fiscalização realizada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) em 71 grandes prontos-socorros (PSs) que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado – 23 na Capital e 48 no Interior – aponta falhas graves nos serviços de urgência e emergência, que colocam em risco a saúde da população e não oferecem aos médicos condições adequadas de trabalho. Esse preocupante cenário do sistema de urgências e emergências paulista foi apresentado pelo Cremesp à sociedade, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (4/06).

PDF: Prontos-socorros em Agonia - CREMSP nova aba

“Ficamos perplexos com a maneira como os pacientes são tratados e responsabilizamos os secretários municipais, estaduais e o Ministério da Saúde pela falta de financiamento adequado e pela má gestão do sistema de saúde. Ao mesmo tempo, nos solidarizamos com os diretores clínicos e médicos, porque todos sofrem as conseqüências desse estado de coisas, que acaba se tornando uma afronta aos direitos humanos”, afirmou o presidente do Cremesp, Renato Azevedo na abertura do encontro.

Macas nos corredores, equipes médicas incompletas, falta de materiais básicos e dificuldade de transferir pacientes, foram os principais problemas constatados pela fiscalização do Cremesp nos 71 prontos-socorros, realizada entre fevereiro e abril de 2013.

Principais números do levantamento em 71 PSs:

- 57,7% dos PSs têm macas com pacientes nos corredores
- 66,2% dos PSs relatam dificuldade de encaminhar pacientes para outros serviços de referência
- 57,7% dos serviços vistoriados estão com equipes médicas incompletas
- 28,2% das salas de emergência estão inadequadas
- Em 59,2% das salas de emergência falta algum tipo de material
- Em 46,5% dos serviços não há chefia de plantão nem médico diarista
- Em 32,4% dos PSs não é feita a triagem com classificação de risco
- Em 6,1% dos PSs não existem UTIs, nem no local nem em outro serviço referenciado.


Campanha “Prontos-socorros em agonia. Até quando?”

Diante da situação encontrada, o Cremesp lançou a campanha "Prontos-socorros em agonia. Até quando?", exigindo providências do Ministério da Saúde e das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.

De acordo com Azevedo, o Conselho cumpriu sua função de órgão fiscalizador e os resultados serão agora encaminhados ao Ministério da Saúde, à Secretaria de Estado da Saúde e às secretarias municipais das cidades que fizeram parte da pesquisa”. “Cabe agora às autoridades competentes encontrar solução para os problemas que estamos apontando”, disse.

O conselheiro Renato Françoso afirmou que é preciso chamar a atenção das autoridades para esse grave problema de saúde pública. Para o diretor 1º secretário, Bráulio Luna Filho, “o sistema de saúde não funciona, os serviços secundários e terciários encontram grandes dificuldades para encaminhar pacientes a hospitais de referência, restando poucas alternativas de atendimento à população. “Sem um sistema de saúde adequado de prevenção, tudo vira urgência e emergência, e o atendimento acaba se dando nessas unidades, que colocam em risco quem é atendido e quem nela trabalha”.

Fonte: cremesp
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
Exame de Obtenção de Título de Especialista em Medicina Preventiva e Social e Certificado de Área de Atuação em Administração em Saúde 2020
Webinar - A Arquitetura e Engenharia Hospitalar contribuindo para o Controle da Infecção Hospitalar
2020 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Novo : Desafios da Lei Geral de Proteção de Dados para a Área da Saúde
Mais Recentes
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Grupo de Indicadores de Enfermagem

apmsompas