TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
29/05/13 - Pela primeira vez médicos da atenção primária trazem mais dinheiro para os hospitais que especialistas, nos EUA
Mudança importante está ocorrendo nos hospitais norte-americanos com médicos generalistas trazendo mais renda aos hospitais em função de políticas públicas de valorização da atenção primária
Pela primeira vez, os médicos de atenção primária estão levando mais receita, em uma base per-médico, para os hospitais que os especialistas, de acordo com uma pesquisa feita pela empresa de recrutamento Merritt Hawkins. Espera-se que este resultado não seja uma casualidade, mas um reflexo da crescente ênfase na atenção primária por hospitais e pelo sistema de saúde em geral.

Para 2013, a receita média gerada por médico do atendimento primário atribuído por cerca de 3.000 hospitais pesquisados é de quase US $ 1,6 milhão, e é um pouco mais de US $ 1,4 milhão para especialistas. Em 2010, a última vez que a Merritt Hawkins fez uma pesquisa dessa natureza, a receita por médico da atenção primária estava em mais de US $ 1,4 milhão, e especialidades estavam em cerca de US $ 1,6 milhão. Os especialistas têm estado a frente da atenção primária nos levantamentos da Merritt Hawkins, que começaram em 2002, continuou em 2004 e tem sido realizado a cada três anos desde então. O levantamento inclui tanto receita gerada por pacientes internados e ambulatoriais para os hospitais.

Veja no quadro abaixo a evolução da geração de receita por médico conforme a especialidade.

imagem


A Merritt Hawkins disse que houve grandes mudanças no sistema de saúde 2010-2013 que colocam pressão sobre todos os médicos, principalmente especialistas. Um fator importante é o Affordable Care Act 2010 (ACA), que tem vários itens que colocam mais responsabilidade nos cuidados primários para reduzir custos globais e manter os pacientes saudáveis, especialmente aqueles com doenças crônicas ou que iriam atrasar o tratamento até que estivessem gravemente doentes. O aumento das contribuições de cuidados primários para a receita hospitalar veio com uma queda na receita total (somados especialistas e generalistas) - de mais de US $ 1,5 milhões em 2010 para mais de US $ 1,4 milhões em 2013. É a menor média nos 11 anos que a Merritt Hawkins realizou a pesquisa.

"Uma mudança importante está ocorrendo na medicina, saindo de especialistas e indo para os médicos da atenção primária", disse Mark Smith, presidente da Merritt Hawkins, em um comunicado. "Os médicos da atenção primária são cada vez mais contratados por hospitais em novos modelos de atendimento, como organizações de cuidados responsáveis. Eles estão tendo um papel mais importante na condução tanto na prestação de cuidados e no fluxo de dólares de cuidados de saúde".

A Merritt Hawkins disse que sua pesquisa é projetada para ajudar os hospitais a determinar quais as especialidades recrutar, e para definir a compensação com base no seu valor financeiro para as instalações. Mas David May, MD, PhD, presidente do conselho de diretores do American College of Cardiology, disse, após a leitura do relatório que usá-lo de tal forma seria equivocada. Ele disse que os hospitais deveriam se concentrar mais em dar cuidados apropriados do que na quantidade de dinheiro gerada pelos médicos. O relatório "reflete como diretores financeiros vêm os médicos, que são os fazedores de dinheiro, e esse é o problema", disse o Dr. May. A receita per-médico de cardiologia não invasiva e invasiva declinou no período de 2010-2013.


Os detalhes da pesquisa de receita per-médico entre 18 especialidades

Entre os médicos da atenção primária, os médicos de família tiveram o maior ganho de receita gerado por médico, até US $ 2 milhões em 2013 em comparação com US $ 1,7 milhões em 2010. Medicina interna também foi para cima, enquanto pediatria diminuiu.

O aumento na receita de atenção primária faz sentido, porque à medida que mais pessoas ganham acesso através da ACA, permitindo que aos pacientes segurados obter certos cuidados preventivos sem co-pagamentos (coparticipação), médicos de cuidados primários vão assumir maiores papéis em cuidados de saúde, disse Perry A. Pugno, MD, MPH, vice-presidente de educação da Academia Americana de Médicos de Família.

"Os médicos da atenção primária estão tomando a liderança e estão sendo reconhecidos na área da saúde ", disse ele.

Na categoria de especialistas, cardiologia não invasiva, cardiologia invasiva, gastroenterologia, cirurgia geral, neurologia, neurocirurgia, oftalmologia e pneumologia mostraram decréscimos da pesquisa de 2010, enquanto hematologia-oncologia, nefrologia, obstetrícia, ginecologia, cirurgia ortopédica, psiquiatria e urologia subiram. Otorrinolaringologia foi adicionada à pesquisa pela primeira vez em 2013.

Algumas especialidades tiveram declínios notáveis 2010-2013. Oftalmologia caiu de US $ 1,7 milhão para 725.000 dólares. Neurologia caiu de 940 mil dólares para menos de US $ 700.000. Neurocirurgia diminuiu de 2,8 milhões dólares para US $ 1,7 milhões.

Também, a Merritt Hawkins disse que sua pesquisa reflete as tendências gerais de saúde. O relatório destaca nefrologia como uma especialidade cuja contribuição receita do hospital por médico aumentou 69% de 2010 para 2013, de US $ 700.000 para cerca de US $ 1,2 milhões. O relatório disse que é provavelmente devido ao maior número de casos e uma ênfase no atendimento e acompanhamento de diabetes.

Cirurgia ortopédica, que é o maior contribuinte médio de receita do hospital em cerca de 2,7 milhões de dólares por médico, está crescendo devido à necessidade para novos quadris, joelhos e outros procedimentos, de acordo com o relatório.


Fonte: traduzido de amednews.com
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
Exame de Obtenção de Título de Especialista em Medicina Preventiva e Social e Certificado de Área de Atuação em Administração em Saúde 2020
Webinar - A Arquitetura e Engenharia Hospitalar contribuindo para o Controle da Infecção Hospitalar
2020 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Novo : Desafios da Lei Geral de Proteção de Dados para a Área da Saúde
Mais Recentes
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Grupo de Indicadores de Enfermagem

apmsompas