TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16/05/17 - Reduzir custo 'salvou' hospitais em 2016
Sem estratégias de redução de custo, a retração da receita dos hospitais privados poderia ter sido ainda maior. Apesar de manter a receita líquida negativa - com 0,8% de queda em 2016-, o volume da perda foi menor que o resultado de 2015, quando as instituições tiveram retração de 10,9%.
Segundo o Observatório Anahp 2017 da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) - que será lançado hoje (16) na Feira Hospitalar 2017 -, o menor nível de retração é reflexo das estratégias que marcaram 2016: redução de investimentos, renegociação de contratos e corte de despesas. Tudo em busca de recuperar as margens, frente a um cenário de perdas mensais continuas de beneficiários de planos.

De acordo com o levantamento, os principais gastos do setor conseguiram atingir níveis mais baixos nos balanços dos hospitais associados. No período, a participação do custo de pessoal passou de 47,5% do total das despesas para 45,8%. De forma mais leve, mas na tendência de redução, os insumos hospitalares foram de 39,2% em 2015 para 39,1% em 2016. Segundo a entidade, o número é representativo, se for considerado o aumento dos preços dos suprimentos.

De acordo com a Anahp, a participação da receita oriunda de diárias e taxas caiu em 2016, passando de 20,6% em 2015 para 19,4% no período. Isso, segundo a entidade, impossibilitou o processo de transposição de tabelas perante as operadoras de planos de saúde. Também caiu a participação das receitas com Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPMEs), de 8,8% em 2015 para 8,2% em 2016, fruto de ações conjuntas de prestadores e operadoras para reduzir os valores destes itens.


Gasto com juros

A participação dos gastos com "outras despesas" (que incluem outras despesas operacionais, despesas financeiras e depreciação), saltou de 7,7% em 2015 para 9,6% em 2016. Este foi o indicador que registrou o maior aumento no total de despesas. Segundo a Anahp, isto foi reflexo, principalmente, da elevação das despesas financeiras (aumento do custo do crédito) e ainda agravado pelo elevado prazo médio de recebimento (66,5 dias) dos hospitais por parte das operadoras de saúde.

imagem


Fonte: DCI - 16/05/2017
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
O impacto da pandemia no futuro dos espaços em saúde
Exame de Obtenção de Título de Especialista em Medicina Preventiva e Social e Certificado de Área de Atuação em Administração em Saúde 2020
Webinar - A Arquitetura e Engenharia Hospitalar contribuindo para o Controle da Infecção Hospitalar
2020 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Mais Recentes
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Grupo de Indicadores de Enfermagem

apmsompas