TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
07/12/16 - Exageros de final de ano podem colocar as comemorações e a saúde em risco
Não abandonar dieta, exercícios e medicamentos são ações fundamentais nessa época.
imagem


Final de ano é uma época repleta de festividades, prazos e compromissos. Planejamento da viagem de férias, fechamento de relatórios anuais, compra de presentes, confraternizações com os colegas de empresa e com a família, Natal e depois o Réveillon. Tudo cercado de comida e sobrecarga de responsabilidades, ou seja, excessos que podem colocar em risco a saúde e todos os planos para o próximo ano.

Segundo a ISLA-BR (International Stress Management Association do Brasil), no fim de ano o estresse dos brasileiros tende a aumentar até 75% em relação aos outros períodos do ano. De acordo com o cirurgião cardíaco do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, Marcelo Sobral, o estresse é um grande vilão, pois em altos níveis, ele pode resultar em arritmias, insuficiência cardíaca e até o infarto do miocárdio. Isso porque fortes emoções podem fazer com que o corpo sofra uma descarga de adrenalina que acelera os batimentos cardíacos e aumenta a pressão arterial.

Outro perigo para a saúde nessa época é a má alimentação, já que neste tempo de farra gastronômica aumenta o consumo de açúcar, gordura, sal e bebidas alcoólicas. Finalizar 2016 com este tipo de exageros propicia o espessamento das artérias, danifica o fígado e o pâncreas, desorganiza a pressão sanguínea e eleva o nível de colesterol.

“Para que estes problemas não atrapalhem as comemorações, o ideal é não abandonar totalmente a dieta, os medicamentos, continuar praticando atividades físicas e tentar se manter calmo. Quanto à alimentação, é preciso tomar cuidado com a qualidade e quantidade dos alimentos ingeridos e dar preferência ao consumo de aves, lombo suíno magro, frutas, sucos e saladas. Já em relação ao estresse, assumir o controle da situação e procurar não deixar tudo para a última hora é fundamental para um final de ano mais tranquilo”, finaliza Sobral.


Fonte: artigo publicado no Jornal do Brasil, em 07/12/16.
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
O impacto da pandemia no futuro dos espaços em saúde
Exame de Obtenção de Título de Especialista em Medicina Preventiva e Social e Certificado de Área de Atuação em Administração em Saúde 2020
Webinar - A Arquitetura e Engenharia Hospitalar contribuindo para o Controle da Infecção Hospitalar
2020 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Mais Recentes
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Grupo de Indicadores de Enfermagem

apmsompas