TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
24/08/16 - Tecnologias móveis aumentam a criatividade e a lealdade dos empregados
Combinados com o aumento da satisfação, esses fatores contribuem para fazer com que a estratégia móvel do CIO resulte em ganhos significativos de produtividade para a empresa
Não há dúvida de que a tecnologia móvel mudou a nossa forma de trabalhar nos últimos 10 anos, permitindo aumento de produtividade. Mas como os CIOs podem adaptar suas estratégias de tecnologia móvel para melhorar o desempenho dos negócios? O estudo " Mobilidade, desempenho e comprometimento", realizado pela The Economist Intelligence Unit (EIU) e patrocinado pela Aruba, procura responder a essa pergunta.

O estudo examina fatores da experiência dos funcionários que contribuem para o aumento da produtividade, da criatividade, da satisfação com o emprego e da lealdade para com os seus empregadores, e identifica como a tecnologia móvel pode ser usada para apoiar cada um deles de forma eficaz. Com base nessas aspectos, os realizadores provuram orientar os CIOs sobre como definir a sua estratégia de tecnologia móvel com o objetivo de criar uma experiência de trabalho mais produtiva e envolvente.

Foram entrevistados 1.865 empregados de uma grande variedade de indústrias e funções, em todo o mundo. As principais conclusões da pesquisa revelam que os trabalhadores que consideram seus empregadores pioneiros no uso de tecnologias móveis atribuem a si próprios pontuações mais altas para todas as medidas de
comprometimento e desempenho em relação aos trabalhadores que dizem que o uso da tecnologia móvel por seus empregadores é “ruim”. A diferença na pontuação
é 16% mais alta para produtividade, 18% para criatividade, 23% para satisfação e 21% para lealdade.

imagem



Contribuem para esse resultado a adocão de algumas políticas e práticas que são mais comumente adotadas por organizações altamente cotadas, incluindo a oferta de suporte de TI para dispositivos móveis de propriedade dos funcionários e a permissão para o uso de aplicativos de comunicação móvel, como WhatsApp, para fins de trabalho. O que indica que CIOs que procuram melhorar a produtividade dos funcionários devem focar suas estratégias móveis em permitir trabalho remoto e flexível. Já aqueles que procuram melhorar a criatividade devem usar tecnologia móvel para apoiar a colaboração.

O estudo divide a capacitação do funcionário, habilitada por tecnologia móvel, em cinco dimensões e examina como cada uma delas relacionada ao desempenho e comprometimento do funcionário. A ver.


Bom uso das tecnologias móveis

Um pouco menos da metade dos entrevistados (48%) são positivos em sua avaliação sobre o uso da tecnologia móvel em suas empresas; 11% disseram que seu empregador foi pioneiro e 37% disseram que o empregador faz bom uso. Um grupo um pouco maior (42%) considera que seu empregador faz uso adequado. Apenas 8% disseram que a TI é ruim e 2% disseram que não sabem.

imagem



Novamente, as empresas cuja abordagem da tecnologia móvel é classificada como efetiva por seus funcionários apresentaram um desempenho melhor para cada característica: elas receberam uma classificação 17% mais alta para a sua habilidade em atrair talentos, 15% mais alta na obtenção do máximo dos seus funcionários e 14% mais alta na habilitação de criatividade e inovação, diferenças muito significativas.

Com dito anteriormente, o estudo revela também a existência de políticas e práticas comuns entre as organizações que receberam pontuações mais altas. Entre todas elas, a mais importante é proporcionar suporte técnico para dispositivos móveis de propriedade dos funcionários, quando a capacidade para trabalhar estiver sendo afetada por problemas técnicos. Quase metade (45%) das organizações classificadas com pontuações altas oferece esse suporte, comparadas a apenas 17% que não oferecem suporte técnico.

Alguns departamentos de TI podem considerar isso como além da sua competência, mas essa estatística mostra que os líderes de TI que estiverem preocupados com a capacitação do funcionário devem considerar o investimento adicional exigido para fornecer suporte de primeira linha para dispositivos de propriedade do funcionário.


Desempenho e comprometimento

Quase metade dos entrevistados diz que a possibilidade de trabalhar a partir de qualquer local e a qualquer hora impacta positivamente a sua produtividade. E pelo menos dois fatores ajudam a explicar essa percepção. O primeiro é que os dispositivos móveis ajudaram a reduzir o que antes era “tempo morto”. O segundo é que o trabalho remoto e os horários flexíveis permitem que os funcionários administrem o próprio tempo mais efetivamente. As responsabilidades da vida pessoal ou do trabalho de um funcionário podem significar que o melhor horário para eles focarem uma determinada tarefa é, por exemplo, em casa, às 6 da manhã.

imagem


A possibilidade de trabalhar a partir de qualquer local e a qualquer hora também é a dimensão mais intimamente associada à satisfação do funcionário. Isso pode refletir em um maior controle que os funcionários podem ter sobre a sua vida pessoal com o trabalho remoto ou em horários flexíveis.


Criatividade e lealdade

É provável que a criatividade apareça na agenda de um CIO menos do que a produtividade, uma vez que a criatividade dos trabalhadores em geral não é vista como função da tecnologia que eles usem. Entretanto, a inovação é altamente valorizada na empresa moderna, e os CIOs devem estar cientes do impacto que as suas estratégias de tecnologia exercem sobre a criatividade da força de trabalho.

A colaboração é o segredo para uma capacitação de funcionário que promova a criatividade e a lealdade. Os entrevistados desta pesquisa tendem a identificar a capacidade de colaborar efetivamente com os colegas como o fator que gera o maior impacto sobre a sua criatividade (38%) e a sua lealdade ao seu empregador (33%).

imagem


Que tipo de práticas e políticas móveis ajudam a manter uma capacitação colaborativa do funcionário? A distinção mais evidente entre as empresas cujos funcionários as classificam em alto nível pelo suporte à colaboração e as empresas onde isso não é o caso, é que as primeiras são significativamente mais propensas a incentivar os funcionários a usar dispositivos móveis para colaborar (41% versus 26%).

Outro diferenciador significativo entre os dois grupos é que 39% das empresas que obtiveram classificação alta proporcionam aos seus funcionários ferramentas de colaboração por voz e vídeo, como Google Hangouts ou Skype para serem usadas em dispositivos móveis, em comparação a 26% de outras empresas.


Conclusão

Os resultados mais procurados para as iniciativas de TI são a eficiência e a otimização do custo. No entendo, o estudo comprova que os CIOs têm uma grande oportunidade de contribuir significativamente para o desempenho da sua organização e a vida dos funcionários investindo adequadamente em tecnologias móveis.

A estratégia móvel deve portanto, ser um ponto de comprometimento entre TI e outras funções, em especial a liderança de RH.


Fonte: http://cio.com.br; 24/08/16
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
O impacto da pandemia no futuro dos espaços em saúde
Exame de Obtenção de Título de Especialista em Medicina Preventiva e Social e Certificado de Área de Atuação em Administração em Saúde 2020
Webinar - A Arquitetura e Engenharia Hospitalar contribuindo para o Controle da Infecção Hospitalar
2020 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Mais Recentes
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Grupo de Indicadores de Enfermagem

apmsompas