TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
07/01/20 - Mais vidas foram salvas com a redução de infecções em UTIs do SUS
Até outubro de 2019, houve redução nos três principais tipos de infecções relacionadas à assistência à saúde: infecção primária da corrente sanguínea associada à cateter venoso central, pneumonia associada à ventilação mecânica e infecção do trato urinário associada à cateter vesical
Entre janeiro de 2018 e outubro de 2019, mais de quatro mil casos de infecções foram evitadas no país, em UTIs de hospitais da rede pública de saúde. No mesmo período, 1.411 vidas foram salvas. Os números positivos foram conseguidos a partir do projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, do Ministério da Saúde. O objetivo é reduzir as infecções em Unidades de Terapia Intensiva, aumentar a segurança do paciente, a comunicação entre os profissionais de saúde e pacientes, além do uso correto de equipamentos.

Quase mil mortes evitadas por projeto desenvolvido em UTIs do SUS

Até outubro de 2019, o projeto obteve uma expressiva redução nos três principais tipos de infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS): infecção primária da corrente sanguínea associada à cateter venoso central (IPCSL), com diminuição de 46%; pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV), com queda de 51%, e infecção do trato urinário associada à cateter vesical (ITU-AC), com redução de 62%.

O projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil” começou em 2018 e segue até 2020.

Atualmente, fazem parte 115 hospitais públicos e filantrópicos que atendem ao SUS. O projeto é executado pelos cinco hospitais de referência integrantes do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital do Coração, Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Moinhos de Vento e Hospital Sírio-Libanês.

Os hospitais de referência são responsáveis por desenvolver as equipes para o alcance das metas pretendidas. As atividades a serem executadas são o desenvolvimento de capacidades técnicas de equipes, a revisão do sistema de trabalho, a melhoria do processo com uso de ferramentas, implementação das ações de mudanças, mensuração e monitoramento dos indicadores de resultado e processo, aliado a uma teoria forte de mudança consagrada nas melhores práticas.

O fortalecimento do projeto e ampliação da metodologia para mais hospitais do SUS é uma prioridade da iniciativa para o próximo ano. Até o final de 2020, a meta é alcançar a redução de 50% dos três principais tipos de IRAS, e disseminar a iniciativa a partir de 2021 para mais hospitais em todo o Brasil.

De acordo com a diretora do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e Urgência (DAHU), do Ministério da Saúde, Adriana Mello Teixeira os resultados são impressionantes e importantes no âmbito do SUS. “Agradeço a todos os envolvidos. Aos hospitais de excelência pela parceria e aos hospitais participantes pelos resultados. É muito bom ver todos engajados na busca para mudar a cultura e estrutura de cada instituição, apresentando resultados positivos que impactam na qualidade da assistência à saúde prestada pelo SUS”, afirmou a diretora



Fonte: Ministério da Saúde
Data: 16/12/2019
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
Curso da APM ajuda na sustentabilidade de empreendimentos médicos
Liderança 4.0
Novo : Desafios da Lei Geral de Proteção de Dados para a Área da Saúde
Gestão de Pessoas em Saúde
2019 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
CQH: Hospital Regional de Presidente Prudente recebe selo
Mais Recentes
COVID-19: Notas técnicas orientam profissionais de saúde no cuidado à saúde das mulheres 12/05/20
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança

apmsompas