TRANSLATE:
Login
REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE
NÃO SE PODE ABDICAR DA ÉTICA
Criatividade e liberdade não podem abdicar da ética
A criatividade e a liberdade tão presentes no mercado publicitário clamam por uma reflexão. Diferentemente do que ocorria no passado, em que posicionamentos e comportamentos eticamente questionáveis poderiam passar despercebidos sob a luz da excentricidade e da genialidade, hoje o limite entre o que se deve ou não fazer em nome do pensamento “fora da caixa” precisa de demarcações.
A questão é, portanto, como restringir ações em um ambiente tão acostumado a agir livremente? É certo que impor regras e diferenciar categoricamente comportamentos como aceitáveis ou inaceitáveis resultará mais em resistência do que em adesão, uma vez que o ser humano busca instintivamente a sua liberdade. Assim, uma saída possível é o que chamamos de cadre, ou moldura. É a delimitação de zonas intransponíveis permitindo liberdade para toda e qualquer ação que está contida no interior dos limites estabelecidos, e a não tolerância aos comportamentos deixados de fora destas quatro linhas. Não se trata do estabelecimento de um código de conduta padrão, que define o certo e o errado em diversas situações pré-definidas, e, sim, de uma zona de liberdade onde dentro da regra tudo pode.
Desta forma, as agências devem definir, a partir de um comitê, quais temas, polêmicas, atos e valores podem permear o dia a dia da criação e das relações profissionais, dando total liberdade para as equipes, clientes e fornecedores a partir desta moldura. Esse livre-arbítrio permitirá que a criatividade continue voando alto, mas tendo claro o que se espera e o que não deve ser feito, evitando a percepção de imposição de diretrizes rígidas de comportamento.
Por outro lado, o que está de fora do cadre passará a ser visto pelo coletivo como algo indevido, não adequado e não será mais aceito como parte da manifestação inventiva. Uma vez que a área de permissividade é extensa, a própria equipe da agencia passará a controlar o que foge do acordado, garantindo o bem-estar e comportamento ético coletivo.
Gritos, ofensas, assédio sexual e preconceitos nada têm a ver com arte, e devem ser mantidos bastante longe desse belo mercado, cujas relações e a troca, entre profissionais ou com o mercado, são a base do sucesso. O aumento do número de denúncias e punições aplicadas recentemente em agências mostra como a intolerância à falta de ética vem ganhando força entre os publicitários.
Aos profissionais que acreditam que a onda do politicamente correto chegou para estragar a boa e velha zona criativa, deve ficar o claro recado: o respeito não é limitador e, sim, o potencializador da mente construtiva. Pressões de tempo, verba, mercado e cliente são comuns e são com essas dificuldades que os publicitários devem trabalhar. Autoritarismo, estrelismo ou preconceito devem ficar distantes e ser abolidos do mercado, uma vez que não valorizam o principal nicho que toda a empresa deve fidelizar: seus profissionais.
Por Antônio Carlos Hencsey, coordenador da pesquisa bienal do Perfil Ético dos Profissionais Brasileiros, para Redação P&N
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
2018 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
Hospital Netto Campello recebe selo do CQH
Manual de Indicadores de Gestão de Pessoas - 2017
2017 - Concurso para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
RAS On-line
RAS Vol. 16 N° 65 Outubro-Dezembro, 2014
Mais Recentes
COMPARTILHAR EXPERIENCIAS MÉDICAS ONLINE 11/10/18
BOAS PRÁTICAS GERENCIAIS 08/10/18
COMO ESTABELECER PRIORIDADES 05/10/18
NÃO SE PODE ABDICAR DA ÉTICA 04/10/18
Comitê Científico 01/10/18
EXPECTATIVAS PARA O FUTURO 01/10/18
É BOM TER SÓCIOS? 28/09/18
"DASHBOARDS" 24/09/18
COMBATE À CORRUPÇÃO 21/09/18
ACIDENTES DE TRABALHO 20/09/18
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
7Por que e como aderir ao Programa CQH
8Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
9Manual de Gestão Hospitalar do CQH
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança
Videoaulas
Indicador de homem hora treinamento
Avaliação da Necessidade de Treinamento