TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
10/12/15 - Crise faz paciente trocar plano de saúde pelo SUS
Dados relativos ao uso do sistema estadual de saúde de São Paulo revelam que está aumentando, desde o ano passado, a pressão pela busca de atendimentos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
A avaliação do governo paulista é que a crise econômica estaria "empurrando" pacientes que perderam planos médicos para a rede pública de saúde.

Todos os principais indicadores de ocupação e uso da estrutura estadual de atenção à saúde aumentaram: as internações cresceram de 809 mil, em 2013, para 841 mil, em 2014. A projeção da Secretaria Estadual da Saúde é que em 2015 o dado pule para 855 mil, incremento de 5,5% em relação ao ano retrasado.

As cirurgias realizadas em hospitais do Estado também devem fechar 2015 com aumento de 5,5% em relação a 2013 e de 0,3% em relação a 2014. Embora os percentuais não pareçam altos, de acordo com a secretaria, em um sistema que já trabalha com muita demanda, os incrementos são "impactantes".

Para o secretário David Uip (Saúde), a partir do primeiro trimestre de 2016, a situação tende a se agravar mais, uma vez que não há expectativa de melhoria breve das condições de crescimento da economia.

"Com o aumento do desemprego, as pessoas perderam seus planos de saúde coletivos e não têm condições de arcar com um plano individual, indo parar no SUS. Infelizmente, a situação vai piorar bastante com o cenário atual", diz Uip.

Ainda de acordo com o secretário, a valorização do dólar também vai ter impacto nas contas do ano que vem.

"Trabalhamos com planejamento antecipado de demanda e orçamento e 2016 será extremamente complicado. Os recursos vão ficar muito mais escassos uma vez que fizemos investimentos e contraímos empréstimos em dólar. Vários dos insumos que utilizamos também são cotados em dólar, que dobrou de valor nos últimos meses."


DESEMPREGO

A taxa de desemprego subiu para 8,9% no terceiro trimestre deste ano, segundo dados do IBGE. No mesmo trimestre de 2014, foi de 6,8%.

A crise financeira vivida pelos hospitais filantrópicos, como as santas casas, também é fator considerado pela secretaria no aumento da demanda pelo SUS.

"Estamos tentando absorver gente que vem de todos os lados, até do hospital São Paulo, que é federal e que, assim mesmo, colocamos recursos do Estado. A tendência é superlotar as AMEs (Atendimento Médico Especializado)e os prontos-socorros."

A dona de casa Thaís Marinho dos Santos Veiga, 28, está sem plano de saúde para ela e para a família há quatro meses, porque não consegue mais pagar as mensalidades. Com um bebê de nove meses, ela tem tido de peregrinar pela rede pública.

"No convênio, para marcar uma consulta com um pediatra era bem rápido. Agora, tenho tido dificuldade, mesmo se acordar de madrugada para tentar uma vaga. Já em outros serviços, como pronto-socorro, o atendimento é bom, apesar de tudo estar sempre cheio", declara.

Segundo o secretário Davi Uip, é natural que haja um estranhamento de quem esteja chegando agora na rede pública de saúde.

"Obviamente, essas pessoas têm um nível de exigência maior e vão nos pressionar mais. Vamos apanhar com a queda de qualidade, mas vamos continuar atendendo. Mudanças estruturais estão em curso, mas todas as medidas estão se esgotando."

Segundo o secretário, será necessário o enfrentamento de uma questão "cultural" para aliviar um pouco as demandas do sistema.

"O cidadão ainda não tem o hábito de procurar as unidades básicas de saúde e de se vincular aos programas de prevenção. Ele só procura a emergência. Em 81% dos casos, quem está em um PS tinha de estar em um hospital, em uma AME."


Fonte: Folha de São Paulo - 08.12.2015
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
2019 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
CQH: Hospital Regional de Presidente Prudente recebe selo
Em 25/10/2018, o Hospital Policlin de Taubaté recebeu selo do Programa CQH
Santa Casa de Limeira recebe Selo de Conformidade do Programa CQH
Haino Burmester é homenageado por trabalho à frente do CQH
Hospital Netto Campello recebe selo do CQH
Mais Recentes
EUROFARMA E KNIGHT THERAPEUTICS DISPUTAM A BIOTOSCANA 21/10/19
PRÉ LANÇAMENTO “GESTÃO DE PESSOAS EM SAÚDE”: 11/10/19
FLEURY COMPRA DIAGMAX 08/10/19
AUTOGESTÃO 07/10/19
Apresentações 30/09/19
Apresentações 30/09/19
PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS 27/09/19
SÍNDROME DE BURNOUT 23/09/19
LIDERANÇA COMO FERRAMENTA DE GESTÃO 23/09/19
GOVERNANÇA CORPORATIVA 23/09/19
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança