TRANSLATE:
header_logo
Login
ÚLTIMOS ARTIGOS
Como transformei minha empresa em um ambiente colaborativo
Muitas cabeças juntas pensam melhor do que uma.
Dentro de uma corporação, um dos bens mais preciosos são as cabeças pensando em prol do sucesso da empresa, e para tirar maior proveito possível disso, é importante que a equipe tenha um espírito de colaborativismo.

O primeiro passo para que isso aconteça é que todos se sintam à vontade para compartilhar suas opiniões com colegas e superiores, sem medo de serem ridicularizados ou repreendidos por isso. O diálogo deve ser algo estimulado, inclusive entre setores diferentes da empresa, pois cada um possui uma maneira diferente de resolver problemas, e essa troca de experiências pode vir a trazer ideias reveladoras.

O empreendedor também deve investir em diferentes meios de comunicação na empresa, pois da mesma maneira que existem pessoas que possuem facilidade de expor suas ideias, existem também os introvertidos, que podem possuir ideias brilhantes, mas que não se sentem tranquilos ao se expor.

Encontros periódicos de fomento às ideias podem ser criados para estimular a participação de todos os colaboradores e fazê-los se sentirem com mais poder sobre a empresa, pois suas opiniões são muito valiosas.

Ao se exercer uma tarefa por um longo tempo, bons profissionais certamente buscam maneiras de tornar seu trabalho mais rápido e prático. E, é aí que surgem as melhores práticas que podem ser aplicadas por outros colegas e até mesmo em diferentes áreas da empresa. Toda ideia deve ser bem vinda, e o dono da ideia deve ser sempre reconhecido e valorizado perante a todos.

O colaborativismo não se resume aos funcionários da empresa. O mesmo conceito pode ser estendido a clientes e parceiros de negócio, pois cada um interage com os processos da empresa sob uma perspectiva diferente, oportunizando insights diferentes.

Hoje, o colaborativismo é um pilar de nossa empresa e que foi estendido inclusive à rede franqueada, por meio de grupos de discussão online e canais de comunicação diretos com a diretoria da rede para fomento de ideias. Nosso objetivo atual é trazer cada vez mais engajamento de clientes, buscando incentivar as ideias deles também sobre nossas decisões, como novos sabores e novas lojas.

Pretendemos também estreitar o diálogo com a rede franqueada ainda mais, a fim de fomentar mais ideias sobre os problemas e oportunidades do dia a dia da rede, por meio da criação de comissões de franqueados para debate de temas específicos.


Fonte: Portal da Revista Exame; artigo de Gean Chu, sócio fundador da rede especializada em paletas mexicanas Los Paleteros.
Apoio:
xhl


sicredi
Blog
A tecnologia pode ajudar a sustentabilidade do sistema de saúde do Brasil
A discussão de compliance e ética no CQH 2018
Destaques
Gestão de Pessoas em saúde
2019 - Concursos para obtenção de título de especialista em medicina preventiva e certificado de área de atuação em administração em saúde
CQH: Hospital Regional de Presidente Prudente recebe selo
Em 25/10/2018, o Hospital Policlin de Taubaté recebeu selo do Programa CQH
Santa Casa de Limeira recebe Selo de Conformidade do Programa CQH
Haino Burmester é homenageado por trabalho à frente do CQH
Mais Recentes
Gestão de Pessoas em saúde 09/12/19
HAPVIDA COMPRA MEDICAL 04/12/19
Hospital da FAB obtém selo de qualidade pela oitava vez 28/11/19
Hospitais podem aumentar lucro e disponibilidade com gestão de ativos 28/11/19
Mais Lidas
1Manual de Indicadores de Enfermagem NAGEH 2012
2Rumo à Excelência: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional
3CQH - Roteiro de Visitas
43º Caderno de Indicadores CQH - 2009
5Manual de Gestão Hospitalar
6Por que e como aderir ao Programa CQH
7Acreditação hospitalar: um movimento inexorável?
8Manual de Gestão Hospitalar do CQH
9Prêmio Nacional da Gestão em Saúde - Ciclo 2015-2016: Regulamento e Instruções para Candidatura
10Manual de Gestão - Organização, Processos e Práticas de Liderança